segunda-feira, 3 de março de 2008

180 vezes Palermo

Martin Palermo fez o gol da vitória do Boca Juniors sobre o Gimnasia y Esgrima, por 1 a 0, e se tornou o maior artilheiro da história do Boca, com 180 gols.
Longe de ser um craque, muito menos um jogador "diferenciado", como gostam alguns, Palermo só sabe fazer uma coisa: chutar a bola para as redes. Às vezes consegue, outras não.

Mas em 180 vezes com a camisa do Boca, cumpriu sua obrigação.

E o que aconteceria, se ele atuasse no Brasil ???
Já pensaram, um atacante da seleção brasileira perder três pênaltis num mesmo jogo - como ocorreu com ele, na Copa América, em 1999, diante da Colômbia ? Jamais seria lembrado novamente para vestir a 'amarelinha'. Mas Palermo soube dar a volta por cima.

Aposto que hoje em dia, 90% dos argentinos nem lembram daquele infeliz episódio. Fosse aqui, ele seria rotulado para sempre...

Um comentário:

Maurício Vargas disse...

Palermo é outro Serginho Chulapa: será eternamente lembrado por seus gols e suas polêmicas. Além disso, é como o Brasil da ditadura: ame-o ou deixe-o.

Ah, estou abrindo um novo blog, específico sobre Copa do Mundo. É o Febre Mundialista, convido a visitar!

http://febremundialista.blogspot.com

Abraços!