segunda-feira, 3 de março de 2008

Fenômeno Diego Tardelli

Diego Tardelli é um caso curioso. Saiu pela porta de trás do São Paulo e agora brilha no Flamengo. Depois do gol do título da Taça Guanabara, sobre o Botafogo, fez mais dois no pobre Resende - e garantiu o triunfo por 4 a 2. Há muitos são-paulinos torcendo pelo sucesso do atacante... assim ele ficaria de vez na Gávea e não voltaria para o Morumbi... E há motivos para que os tricolores não gostem de Tardelli. Habilidoso, mas indolente, não mostrava muito empenho, estivesse o time ganhando ou perdendo. E isso irritava os torcedores. Sempre figurou como reserva e nunca empolgou.

Aliás, duvido, mesmo, de sua identificação com o São Paulo. Meu primo, que o conheceu nos tempos em que atuava na várzea de Santa Bárbara D'Oeste (interior de São Paulo), garante que ele é corintiano desde criança. Ia para os jogos nos campinhos da cidade vestindo uma camisa do Timão...

Por enquanto, os flamenguistas não têm motivos para reclamar.

Mas por seu histórico, dou razão a um amigo que, certa vez, brincou: se Diego Tardelli fosse lutador de judô, já teria sido banido do esporte por falta de combatividade...

2 comentários:

Ruben Fontes Neto disse...

Vamos ver até onde Tardelli aguenta sem confusão...

Rodrigo disse...

Lembre-se dele no São Caetano e no Betis: nada fez! Flamengo é apenas mais um para ele, pode ter certeza. Não sei como tem times que ainda apostam em jogadores "perdidos"
abraço
--
www.arenavirtual.uniblog.com.br