terça-feira, 25 de março de 2008

O poder destruidor dos cartolas

Reportagem desta terça-feira no jornal Correio Popular, de Campinas, exemplifica, com todas as letras, do que os dirigentes brasileiros são capazes: quebrar, por inteiro, um clube que poderia ser uma potência. No caso, o Guarani. Quase rebaixado para a Série A2 do Campeonato Paulista, o clube luta para não fechar as portas.

É o resultado de sucessivas administrações corruptas, que surrupiaram o dinheiro do clube. E, para piorar, a atual diretoria se mostra incapaz de consertar tantos erros.

Um comentário:

Ruben Fontes Neto disse...

Fóda, mas os dirigentes quebrma mesmo. Uma pena pela tradição do Bugre.